Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

02.Abr.17

Utopia

     O mundo é como é mas pessoas vivem todas em paz. Não há guerras nem fronteiras. Ninguém sequer precisa de trabalhar. É tudo feito por máquinas e não existe dinheiro nem negócios. Tudo o que queremos é-nos simplesmente entregue. Podemos viajar à vontade, talvez até por tele-transporte, para não termos de sofrer as horas aborrecidas que se passam num avião, mas todo o mundo é igual. Não há monumentos diferentes porque vivemos todos em igualdade. Não existem diferenças culturais. Na verdade nem cultura existe. Ninguém trabalha, então ninguém faz filmes nem teatro. Não há sequer um museu. Toda a gente é imortal, não há cancro nem sequer uma constipação. Todos têm o mesmo conhecimento. Enquanto se janta não se vêm as noticias. Não há noticias porque não se passa nada de diferente. Toda a gente vive feliz, mas não me perguntem como. Viver numa utopia, num mundo perfeito, parece-me bastante aborrecido.