Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

28.Mar.15

Tempo

     Na correria da vida não se olha para trás. Ideias surgem e ideias partem assim como tudo, a correr. Com pressa de chegar e com pressa de partir, não se fica.  Nunca se está parado, nunca se chega realmente a lado nenhum.

     Na pressa de viver, não se vive, morre-se. Sobrevive-se querendo viver e sonhando o que nunca se vive. Mas só de noite, que de dia esta-se demasiado ocupado a correr, a ir a algum sitio com alguém.

     Não há tempo para as pessoas. Não há tempo para o papel. Não há tempo para esperar por correio ou para viajar. Não há tempo. Por isso rimos com quem não conhecemos, escrevemos e lemos no computador e esperamos por prazeres instantâneos que nunca chegam a ser prazeres.

     Somos felizes sem saber que nunca o fomos. Somos tristes sem saber o que é a tristeza. Somos quem somos sem nunca chegarmos a ser ninguém. Tudo porque não temos tempo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.