Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

O pior cego

Não, não quero ver, por isso fujo para mundos meus de leitura, filmes, series e agora também de escrita.

03.Abr.15

Sai!

     Ouço-te. Ouço a tua voz. Uma melodia suave, quase inaudível. Às vezes quase nem distingo as palavras mas sei o que queres dizer. Sei tudo aquilo que vais dizer mesmo ainda antes de ouvir o som da tua voz.

     Dizes-me o que ninguém tem coragem de me dizer. Falas para mim com uma confiança extrema, com uma certeza anormal. E eu tenho de te ouvir. Por muito que grite, por muito que tape os ouvidos a tua voz permanece inalterada. Sempre no mesmo tom suave.

     Peço-te. Imploro-te. Cala-te uns momentos. Deixa-me pensar. Deixa-me viver. Deixa-me ser normal por um dia que seja. Deixa-me ao menos dormir uma noite. Por favor, sai da minha cabeça!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.